sábado, 6 de março de 2010

Conversas com os mais velhos.

 

image 

Ontem estive no Centro dia dos idosos de Turquel, onde lhes apresentei a história

do D. Fuas Roupinho.

Depois vieram as memórias, dos reis, das histórias antigas e de como antigamente era tudo

tão diferente.

A maioria destes idosos não pode frequentar a Escola, os tempos eram difíceis, a pobreza

era muito grande e os pais precisavam dos filhos para trabalhar na terra.

Estávamos nos tempo da Ditadura e o analfabetismo era assustador.

Muitos deles gostariam de ter estudado, para hoje poderem saber ler e escrever.

Hoje, para nós a leitura e a escrita são dados adquiridos, e ainda bem… mas estes senhores

nem o seu nome podem assinar.

Fiquei a meditar nesta conversa e pensei :

-Como seria bom, que os jovens de hoje, pudessem escutar  os mais velhos e se apercebessem,

que são  uns privilegiados, por terem tantas oportunidades na sua vida. E  que por isso mesmo,

as devem aproveitar para serem  cidadãos mais conscientes e atentos aos outros.

A minha experiência COMO CONTADORA DE HISTÓRIAS tem-me possibilitado lidar com gente maravilhosa

que me vai dando um pouco de si …e  é nesta junção de experiências e partilhas que como diz António Gedeão

“que o  mundo pula e avança como uma bola colorida entre as mãos de uma criança”.

2 comentários:

Áurea disse...

É verdade Vanda!!! só quem não experimenta esse mundo, delicioso da magia, do sonho, da alegria...não compreende o quanto é bom ouvir e acarinhar esses "poços" de sabedoria.
Lindo..
bjo
Áurea

Rogério Manuel Madeira Raimundo disse...

bela cena...
força sua criadora e contadora d'histórias...
aquel'abRRaço

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin