segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Violeta, a menina que regava o mundo com ideias

 

 

 

image 

Era uma vez... uma menina chamada Violeta que morava num reino muito, muito estranho.

Os habitantes deste mundo rodeavam as suas casas com muros gigantescos de pedra e fechavam -se às sete chaves.

Quando saíam à rua levavam sempre uma máscara dourada na cara, ordem do Rei Leopoldo  III.

As pessoas não podiam tocar nas as árvores nem nas plantas...nem dar beijos, braços e rir às gargalhadas , por decreto real, realíssimo  de sua alteza .

Mas, o mais estranho era que a palavra porquê tinha sido banida do dicionário...

Violeta achava que tudo isto era uma parvoíce, mas parecia que mingúem dava por ela !

Até, os seus pais pareciam enfeitiçados pela parvoíce.

- Violeta, não te esqueças de pôr a máscara e de não tocar em nada que vejas no teu caminho e não fales com mingúem que se cruze contigo.

  Tudo isto era  normal e natural,  neste reino distante, dizia-se que sempre assim fora e que sempre assim será...

Mas Violeta, não conseguia resignar-se . Um dia, correu para o bosque proibido, tirou a máscara, tocou nas árvores, sentiu o cheiro das plantas, a brisa do vento e deitou-se na relva. Enquanto ali esteve deitada, pensou " como era bom sentir-se livre e apanhar o sol  quentinho na cara" .

De repente, ouviu um barulho de carruagens e escondeu-se mais, entre os arbustos.

Para seu espanto, viu o Rei, a Rainha, os príncipes , as princesas, as aias e amigos, sem máscaras, a rir e a correr pelo bosque  proibido.

Violeta pensou" eu bem que sabia que todas estas regras eram uma fantochada". Saiu de trás dos arbustos e dirigiu-se para o Rei.

- Sua Alteza Real vai ter de me explicar o que está aqui a acontecer?

O Rei ficou vermelho, os olhos quase saíam das orbitas e a boca abriu-se de espanto.

-Quem és tu ? Que ousas desrespeitar as leis?

- Eu sou a Violeta...

O Rei cada vez mais furioso disse:

- Onde está a tua máscara e o que  fazes aqui no meio deste perigo proibido!

- Ora, ora, o mesmo que sua Alteza aproveito o quentinho do sol, respiro o ar da Natureza e o perfume delicioso das plantas.

O Rei apercebeu-se que já não iria conseguir calar a Violeta e pediu-lhe para esperar, enquanto ele fazia uma reunião de emergência com os ministros.

Enquanto aguardava , Violeta pensava qual seria melhor maneira de acabar com estas crenças ridículas e acordar "as pessoas do seu sono profundo ".

O Rei com ar muito importante disse:

- Violeta, eu te nomeio pensadora do Reino , a partir de hoje és a responsável por ajudar agitar as mentes das pessoas.

No dia seguinte, Violeta mandou os mensageiros perguntar por todo o Reino:

-Porque razão colocam as máscaras douradas todos os dias ?

As pessoas olharam umas para as outras, voltaram olhar, encolheram os ombros  e disseram em coro:

-Porque o Rei mandou!

Os mensageiros, que já tinham sido avisados que seria esta a resposta, voltam a perguntar:

-Mas, porquê?

O povo aflito disse:

- Mas essa palavra não existe, é proibida por lei!

-Mas, porquê?

Foi então, que algumas pessoas se questionaram pela primeira vez:

-Sim...porquê!!!

Arrancaram as máscaras e  riram às gargalhadas ... devo-vos dizer que aquele país distante  nunca mais foi o mesmo...tudo graças a Violeta, a menina que regava o mundo com ideias.

 

 

escrito por Vanda Furtado Marques

Sem comentários:

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin