sábado, 12 de fevereiro de 2011

Os segredos da Lua

 

lua_cheia

Era uma vez… um menino chamado Simão

Simão era um menino de olhos grandes e cabelos revoltos que era muito, muito curioso, quando os seus enormes olhos se abriam ainda mais, pareciam duas lanternas de um explorador.

Simão adorava explorar, andava sempre com um bloco de notas, uma lupa e uma caixa de fósforos.

Simão queria perceber para onde tinha ido as palavras bonitas e fofas, estava farto de ouvir as pessoas a ralharem, de atirarem palavras feias umas às outras, as palavras tinham perdido a suavidade e tornaram-se pesadas, bicudas e  cortantes.

Sempre que Simão  saía de casa vestia o fato e o capacete de explorador, pois mais tarde ou mais cedo uma letra bicuda iria querer magoá-lo.

Foi, então que a vizinha do lado lhe disse:

Simão, Não me pises a relva e faz pouco barulho a andar.

Ai, Ai, lá vem as palavras pesadas e feias.

Simão correu e escondeu-se na floresta.Como excelente explorador que era, pensou alto” Para onde terão ido as PALAVRAS BONITAS? o que mudou no nosso planeta?

Simão ficou pensativo e depois foi abrindo os seus olhos grandes e  sorriu com uma grande gargalhada e disse:

Claro…Claro…

Correu para casa, sempre com muito cuidado, pois de vez em quando lá saltava uma palavra cortante e bicuda no seu caninho.

Já dentro de casa , baixou-se, pois ia ser atacado por mais palavras mal educadas:

O irmão disse-lhe:

Ó seu chato, para de fazer barulho!

Fechou-se no quarto e abriu o  mapa de explorador, e com o dedo percorreu o caminho que tinha de fazer.

Desta vez, achou melhor vestir o fato de astronauta … e esperar que fosse noite.

Preparou o foguetão que tinha no quintal, ligou o botão e VUMMMMMMMMMMMMMMMMM voou para o universo.

Ah!.. lá estava ela gorda como nunca, há um mês que a Lua se mantinha cheia e gorda. Ele tinha a certeza que as palavras bonitas se tinham escondido na barriga da lua.

Aterrou no planeta ao lado da lua e com um grande sorriso disse:

- A senhora lua é melhor fazer dieta, está a ficar muito gordinha…

- Ai! não me digas isso… nota-se muito!!

- O Simão perguntou:

- O que anda a comer que a está a deixar dessa maneira?

- Sabe, passam por aqui umas palavras deliciosas, redondas, suaves, fofinhas e carinhosas e eu não resisto!

- Sabe, senhora lua, as pessoas lá debaixo não guardaram as palavras boas e elas fugiram aqui para o espaço, mas eu precisava que a senhora as soltasse, ainda para mais voltava a ficar elegante…

Concordo, mas preciso que me faças um favor… de vez em quando lança-me umas palavras doces e bonitas cá para cima… é tão bom senti-las na barriga.

- Está combinado, senhora Lua…

Percebes agora, Luísa porque razão a Lua fica cheia e gorda e outras vezes fica magrinha e elegante.

escrito por Vanda Furtado Marques

 

 

 

 

 

 

 

1 comentário:

Tia Verinha disse...

Olá Vanda! Muito bonita esta história, como todas a outras que tem partilhado connosco. Para a semana vou contar a história O Espantalho Enamorado de Guido Visconti que achei deliciosa e me inspirou neste projecto que iniciei no dia dos namorados/amizade. Irei partilhar tudo no milsorrisoscoloridos.
Beijinhos e milsorrisoscoloridos

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin